Prefeitura de Gurupi

O melhor Carnaval do Norte do Brasil deixa saudade. Cinco dias marcaram a vida de milhares de pessoas.

14/02/2018 Lino Vargas

Uma diversidade cultural  incendiou o carnaval de Gurupi. Foliões de várias partes do Brasil prestigiaram a maior festa carnavalesca do norte do País.  A mistura musical ficou marcada. As  marchinhas, o  samba, axé, pagode, baião e forró, foram  alguns dos ritmos que badalou durante os cinco dias.

 

Todos brincaram sem preocupação, já que  segurança não era problema. Policiais militares de Gurupi e Palmas fizeram um trabalho intensivo para manter a tranqüilidade. Além disso,  a Prefeitura da cidade  contratou mais 40 seguranças particulares.  Bombeiros,   Atendimento Móvel de Urgência, equipes da Secretaria da Saúde dentre outros serviços essenciais, estavam em regime de plantão.  

 

O corredor da folia virou um caldeirão de pessoas. " É emocionante  ver a alegria  do cidadão em um evento tão importante como esse.   Gente de vários estados, que  acreditaram e supriram suas expectativas. Foi um trabalho de planejamento e com uma equipe dedicada para que essa festa acontecesse com excelência. Assim como fazemos para sermos referência na educação, saúde, infraestrutura e lazer, também temos dedicação exclusiva na área cultural.  Queríamos agradar a todo o público, fazer  girar a economia e tornar nosso carnaval ainda mais conhecido.  Ano que vem tem mais e ainda melhor,  destacou o Prefeito de Gurupi, Laurez Moreira.

 

Bandas como:  Hugo e Guilherme,  Israel e Rodolfo, Mano  Walter,  Calcinha Preta,   Jhon Geração, além de vários cantores regionais de Gurupi e de outros estados, fizeram  a cidade tremer  ao som da variedade musical. " Vim de Mato Grosso, participar pela primeira vez do carnaval em Gurupi. É surreal tanta alegria, diversão,  companheirismo desse povo. Ano que vem estarei de volta", garantiu  empresário Julio César.

 

 O casal Hugo Rodrigues e Aline Morais brincaram  os cinco dias de festa. Eles vieram  do Distrito Federal, ficaram em um dos hotéis da cidade, que dentre os quase 20 contando as pousadas, estavam lotados. " Fizemos nossas reservas desde dezembro para garantir nossa vaga. Esse é o terceiro ano que participamos e cada  edição fica  melhor. Estão todos de parabéns", disseram.

 

 A alegria não tomou conta só dos foliões não.  Quem  aproveitou a festa para ganhar um dinheiro extra comemorou.  Francisco de Assis, que estava com uma barraca de espetinho no circuito da folia contou feliz da vida que vendeu 50% a mais que os dias normais. Por causa disso, teve que contratar mais pessoas. "    Foi um ganho importante, gerei mais emprego e ganhei mais dinheiro. Tudo muito organizado. Estou satisfeito", garantiu o vendedor. A barraca dele foi uma das que teve que servir um batalhão de foliões, foram mais de 200 mil durante o evento.

 

Uma das principais avenidas da Capital da Amizade e da Prosperidade ficou pequena. Na última noite de carnaval,  a sensação era de dever cumprido para uns e de gostinho de quero mais para outros. O brilho do Rei Momo, da Rainha, dos foliões com o  sorriso do rosto dançando na avenida mostraram que  Gurupi tem o melhor carnaval do norte do Brasil.  Agora é descansar e contar história. Ano que vem tem mais. Até lá...

 

Por: Clifton Morais.