Prefeitura de Gurupi

Experiência exitosa em Gurupi será apresentada em congresso da região Norte e Nordeste das Secretarias de Saúde

15/04/2019 Arquivo CCZ

Nos dias 29, 30 de abril e 1º de maio acontece em Fortaleza (CE) o 7º Congresso Norte e Nordeste das Secretarias Municipais de Saúde. O evento é considerado com um dos principais cenários de debates dos gestores da saúde. O congresso dedica um espaço para apresentação de experiências exitosas de cada Estado e a boa notícia é que a Secretaria Municipal de Saúde de Gurupi foi um dos três municípios selecionados no Tocantins para apresentar o trabalho realizado na cidade.

 

O trabalho escrito por Gurupi tem o tema “Avaliação em médio prazo do uso de coleiras impregnadas com inseticida deltametrina a 4% em cães, no controle da leishmaniose visceral canina e humana”, que tem como autor principal: Francisco Vieira da Costa e colaboradores Dunai Donato Rodrigues Brito, Ronaldo Valdares Veras Junior e Henrique Alencar Araújo, todos servidores do Centro de Controle de Zoonoses.

 

O autor, Francisco Vieira, destacou no projeto inscrito que Leishmaniose Visceral (LV) é uma doença crônica progressiva, em que o cão é considerado um dos principais reservatórios da doença, sendo o principal alvo nas estratégias de controle. A transmissão para humanos se dá através da picada de fêmeas de insetos e costuma se reproduzir em locais com muita matéria orgânica em decomposição.

 

Conforme os autores do projeto, a Leishmaniose Visceral em Gurupi a partir de 2013 registrou números significativos de casos confirmados em humanos comparados em anos anteriores: 2012: 01; 2013: 12, e para manter o controle foi adotada a distribuição de coleiras impregnadas com deltametrina a 4% para cães com diagnóstico negativo de Leishmaniose Visceral Canina (LVC).

 

“A avaliação foi realizada pelo Centro de Controle de Zoonose de Gurupi-TO no período 2013 a dezembro de 2018. O CCZ também implantou os testes TR DPP BIO MANGUINHOS em cães do município a partir de junho de 2013 com a intenção de detectar a população canina infectada. A partir de junho de 2014 até dezembro de 2015 foi incrementada a distribuição de coleiras impregnadas com deltametrina a 4% doadas pelo Ministério da Saúde para animais com resultado negativo no teste TR DPP. Nesse período foram encoleirados 9.869 cães. Nos anos de 2016, 2017 e 2018 continuou-se a avaliação do número de cães positivos através do teste TR DPP e exame enzimaimunoensaio para confirmação do resultado definitivo, sendo considerados positivos apenas os cães cujo resultado se confirma nos dois exames”, explica o coordenador do CCZ de Gurupi, Henrique Alencar.

 

Os autores destacam que durante o ápice do projeto de encoleiramento de cães com coleiras impregnadas com inseticida deltametrina a 4%, no exercício de 2015, houve uma considerável redução nos casos confirmados de Leishmaniose Visceral  em humanos bem como no índice de infecção canina, sendo, 04 casos confirmados em humanos e 14,7% a percentagem de positividade dos cães examinados.

 

Satisfeito com a seleção, o secretário municipal de Saúde, Gutierres Torquato, destaca que o uso das coleiras é uma ferramenta indispensável no controle da Leishmaniose Visceral, canina e humana, vez que durante a execução do projeto registrou-se uma diminuição considerável no número de casos confirmados. “Estamos satisfeitos por nosso município ter sido selecionado para representar o Tocantins, e sabemos que esse trabalho servirá de modelo para as demais cidades do país”, ressalta.